Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Promotor do "Caso Ferrugem" pode virar réu

Publicado

em

Por

Manaus - O promotor Ronaldo Andrade, denunciado em agosto do ano passado pelo Procurador Geral de Justiça, Francisco Cruz, por falsidade ideológica e fraude processual, poderá virá réu caso o Pleno do Tribunal de Justiça do Amazonas aceite a denúncia do Ministério Público.

O processo, que tramita no Tribunal Pleno tem como relatora a desembargadora Carla Maria dos Santos Reis, que pediu  na segunda-feira passada a definição de data para julgamento da denúncia do Ministério Público.

Ronaldo Andrade  foi denunciado pelo MP depois que o Conselho Superior do Ministério Público  avaliou sua conduta na “Operação Cachoeira Limpa”, desencadeada pela Polícia Civil  em Presidente Figueiredo  para combater a pedofilia, mas que resultou na morte de Fernando Araújo Pontes, o “Ferrugem”, acusado de comandar a rede de prostituição no município.

Policiais acabaram presos

A morte de “Ferrugem”  levou a Corregedoria Geral da Secretaria de Segurança Pública a instaurar procedimento presidido pelo delegado Alberto Ramirez, que apontou em seu relatório final que os policiais c  Melquezedeque Sarah de Oliveira Galvão e Natan Oliveira de Andrade  foram os responsáveis pelos disparos que mataram Fernando Pontes  durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão na casa da vítima.

Os policiais Emetério Pirangi e Lucas Mendes, que também participaram da ação, foram indicados pelos crimes de falsidade ideológica e porte ilegal de arma.

 

 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.