Colegas encontraram militar do Exército agonizando após levar tiro de fuzil em Manaus

Por Portal do Holanda

03/08/2020 10h13 — em Policial

Foto: Ilustrativa

Manaus/AM - A morte do soldado Jhonatan Correa Pantoja, 18, ocorrida na madrugada dessa segunda-feira (3), chocou os colegas que o encontraram agonizando no chão em um trecho da base onde ele fazia a segurança, no bairro São Jorge, na Zona Oeste.

Uma investigação foi aberta para investigar as circunstâncias do fato. Isso porque pelo menos duas versões sobre a morte foram levantadas, uma delas é a de que o tiro teria sido acidental.

De acordo com a polícia, Jhonatan fazia a guarda do Batalhão, quando de repente se ouviu o barulho de um tiro no local. Os colegas correram para ver o que tinha acontecido e se depararam com o jovem gravemente ferido no chão.

O coronel Boeri, que relatou a ocorrência à polícia conta que houve os militares se assustaram por não saberem de onde tinha vindo o tiro e protegeram atrás de um muro. De lá ligaram para a ambulância que conduziu Pantoja até o Hospital 28 de Agosto.

Enquanto isso, uma perícia foi feita no local pelos próprios militares e um inquérito foi aberto para apurar o caso. No pronto-socorro os médicos concluíram que o rapaz foi atingido por um tiro de fuzil no peito que o dilacerou.

O Exército emitiu uma nota informando que está realizando todos os procedimentos necessários e prestando assistência a família do soldado.

Clique para baixar arquivo