Briga no ‘Pânico’ teve arma no estúdio e funcionários temeram por algo pior

Por Portal do Holanda

11/05/2021 21h05 — em Famosos & TV

Foto: Reprodução/Jovem Pan

Nesta terça-feira (11), enquanto o integrante do “Pânico” André Marinho e o convidado Tomé Abduch brigavam no estúdio da Jovem Pan, funcionários viram um homem armado no estúdio.

Segundo o Notícias da TV, o armado era um segurança que acompanhou Abduch em sua entrevista que acabou com a pancadaria. Funcionários do local temeram que algo pior além da briga acontecesse. 

A emissora ainda não se pronunciou sobre a presença de arma no estúdio. A Jovem Pan emitiu uma nota mais cedo, após a briga do seu funcionário com o convidado: "A direção da Jovem Pan lamenta o ocorrido e informa que tomou as providências necessárias a respeito do episódio". 

A briga teve início após Abduch pedir direito de resposta a uma participação recente sua no Pânico: "No final do último programa, eu não tive a oportunidade de falar algumas coisas. O Marinho fez um comentário que eu gostaria de ter a oportunidade de dizer [meu lado]. Não é treta. Vou falar do Tomé, não do Marinho. Ele falou: '. 

Em seguida, Tomé se defendeu e Marinho insistiu mostrando uma suposta escritura de contrato em seu celular:   "Ele é o maior crítico do cara e ainda desfruta e se lambuza do conforto de uma casa?", disse.  "Eu pago aluguel, a casa tá alugada, rapaz!", rebateu Tomé.

Abduch criticou a família de André, que é filho de Paulo Marinho, primeiro suplente do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e grande apoiador de Jair Bolsonaro nas eleições de 2018, tendo rompido com o governo depois.

"Cresce e tira a fralda! Você quer me atacar na vida pessoal? Você tem telhado de vidro e eu não tenho. Eu tenho um pai íntegro, que trabalhou a vida inteira. Você tem um pai que é envolvido com Renan Calheiros, com Zé Dirceu, com com Doria, você tem uma pessoa que traiu o presidente [Jair] Bolsonaro porque não recebeu a boquinha que queria!", disse o convidado.

"Se eu sou um fraldinha, você é o fraudinha, uma absoluta fraude", rebateu Marinho, dizendo que Tomé é "odiado, desprezado pela militância, uma pessoa que não tem mais nenhuma credibilidade".  

A produção do Pânico incentivou a briga, colocando efeitos sonoros enquanto Rogério Morgado narrava a briga imitando Ratinho. A situação foi ladeira abaixo e piorou quando o Marinho disse que Tomé é "chorão" e que "chora por político”.

Abduch partiu para cima de André e os dois começaram uma pancadaria com socos e pontapés. 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Famosos & TV