Advogado de Ronaldinho Gaúcho explica origem dos R$ 8 milhões usados para pagar fiança no Paraguai

Por Portal do Holanda

09/04/2020 11h12 — em Esportes

Foto: Divulgação

Sérgio Queiroz, advogado de Ronaldinho Gaúcho decidiu explicar nessa quarta-feira (8), qual a origem dos R$ 8,3 milhões usados para pagar a fiança do ex-atleta e do irmão dele que estão presos no Paraguai.

S dois estão em um hotel em Assunção onde cumprem prisão domiciliar. Em meio a vários rumores e questionamentos, Queiroz afirma que o fundo veio de uma conta que Gaúcho mantém na Europa. Segundo o site Uol, o advogado contou que o valor foi transferido do banco estrangeiro para o Banco Nacional de Fomento do Paraguai.

A Justiça do país ainda teria recebido documentos que comprovaram a legalidade do dinheiro. Com o processo em andamento, Ronaldinho e Assis não podem deixa o país. Eles respondem por falsificação de documentos e são investigados por envolvimento em esquema de lavagem de dinheiro junto a empresários no país.