Siga o Portal do Holanda
Retomada das aulas no Amazonas é medida de alto risco

Retomada das aulas no Amazonas é medida de alto risco

Publicado

em

Ainda que de forma gradativa e “com protocolos de segurança”,  a retomada das atividades escolares no Amazonas é uma decisão política,  sem base em estudo técnico-científico, com pareceres de infectologistas ou epidemiologistas que dêem respaldo a essa medida. Se atende a interesses de alguns pais - cansados de ver os filhos em casa;  de fornecedores, que precisam justificar um faturamento visonha mesmo no período da pandemia; ou de parcerias não republicanas, ofende  aos mais básicos protocolos de segurança sanitária - entre eles, o de se  preservar a saúde das crianças e de seus familiares que ficarão expostos a  Covid-19.

Estranhamente, a Fundação     de  Vigilância Sanitária (FVS) foi citada nesta quarta-feira pelo governador Wilson Lima, quando afirmou que a decisão de retomar as aulas foi discutida com a fundação.

Isso em um momento em que a curva de casos de Covid vem crescendo, embora a mortandade tenha sido reduzida, o que não afasta o risco  de uma segunda onda, com todas as consequências previsíveis.

UM ABSURDO

O presidente do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, conselheiro Mário Melo, disse à Coluna que a decisão de retomada das aulas neste momento é absurda, que no mínimo deveria ser amparada em parecer de epidemiologistas e sanitaristas. E alertou para os riscos da medida.

NÚMEROS DA COVID NO ESTADO

Até esta quarta-feira o total  de casos de Covid 19 no Amazonas beirava os 100 mil e o número de mortos, desde o inicio da pandemia, era de  3.246, sendo 2001 em Manaus e 1.245 no interior do Estado. 

 


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.