Bastidores da Política - A viagem de Murilo Rayol


A viagem de Murilo Rayol

Por RAIMUNDO DE HOLANDA

26/09/2021 17h05 — em Bastidores da Política

O dia está sumindo, o Sol  se pondo do outro lado do rio Negro. Um espetáculo majestoso que Murilo Rayol via diariamente e amava. Seus amigos sabem que ele não estará mais entre nós no próximo pôr do Sol, nem dirá que amou intensamente  uma mulher e a esqueceu meia hora depois. Deixa amigos e um imenso vazio.

Não foi o maior empresário de Manaus nem um compositor de talento privilegiado. Seu mérito foi construir pontes, compartilhar alegria, aproximar pessoas.

Sua viagem repentina e espantosa surpreendeu a todos. Murilo, se sofria do coração, era por amores que se repetiam e renovavam a cada dia. Mas foi o coração que parou.

Divas e Ninfas devem estar em torno dele, no  barco que corta lagos e  florestas desconhecidos na grande viagem para a eternidade.

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.