Bastidores da Política - Governo do Amazonas vai ‘legalizar' ataque à educação


Governo do Amazonas vai ‘legalizar' ataque à educação

Por Raimundo Holanda

08/02/2020 19h41 — em Bastidores da Política

  • A polícia que vão colocar dentro da escola como “disciplinadora”- é a polícia que está perdendo a luta contra o crime
  • É preciso barrar essa ideia - que é autoritária
  • Alguém no governo do Amazonas e no Legislativo tem que manter a sanidade

A escola é a segunda casa de nossos filhos. Mas uma escola presa a raízes autoritárias, sem liberdade de escolha,  sem liberdade de pensamento e sem debate o conhecimento fica represado e não atinge o seu propósito, que é formar cidadãos, produzir  estabilidade e riqueza. Levar a polícia para a sala de aula - “para cuidar  da disciplina” -  como anunciou o governador Wilson Lima, cria instabilidade e representa um recuo histórico dessa mesma  escola na sua função de educar “os alunos dentro de princípios democráticos”.

A polícia que o governador Wilson Lima quer colocar dentro da escola como “disciplinadora” -  é a mesma polícia que  está perdendo a luta contra o crime organizado que mata, que vicia os jovens, que sai das ruas para a escola, que invade nossas casas, as igrejas, os centros de convivência de jovens e adultos.

É a mesma policia que não consegue dar a segurança que os alunos e professores precisam ao se dirigirem para casa.

Se não cumpre o papel que lhe é reservado, de proteção do cidadão nas ruas - dentro da escola que papel exerceria o policial? O de “senhor do mato”, garantindo que alunos e professores ficariam presos a uma redoma por força  da vontade de um governo central de ultradireita, xenófobo e autoritário.

É preciso barrar essa ideia - que é pura loucura. Alguém no governo do Amazonas e no Legislativo do Amazonas tem que manter sanidade porque o governo central, o bolsonarismo,   é uma loucura  só, um mundo fantasioso criado em cima de escuridão, mentiras e violência contra princípios democráticos.