Compartilhe este texto

O prazer da traição e o princípio de Pareto


Por Yasmin Feitosa

31/05/2022 20h33 — em
Amor, sexo e outros prazeres


O prazer da traição e o princípio de Pareto / Foto: Divulgação / Pixabay

Muitos relacionamentos normalmente começam como um mar de rosas. Você encontra a pessoa que despertou desejo, amor ou seja lá qual for o sentimento que brotou em ambos, e isso parece ser impossível de dar errado. Como se fosse um amor indestrutível, sem defeitos e com a ideia de que o “nosso relacionamento vai ser diferente". 

Calma, estamos lidando com seres humanos aqui. O erro é natural e o paraíso não chegou na terra. Com o passar do tempo você certamente percebeu que seu amado (a) não era o príncipe ou princesa que esperava. A diferença entre as personalidades fica mais clara a cada dia, assim como uma leve irritação e incômodo com a presença do outro. 

Irritações básicas: esqueceu o aniversário de namoro ou de casamento, chega em casa e dorme ou dá mais atenção a um programa de tevê ou celular, não tem pique para um programa romântico, chega atrasado para o jantar, a fonte de carinho secou, não tem beijos, o “eu te amo” virou lembrança e sexo é só na secura e olhe lá. Com todo esse rol de incômodos, um belo dia você acorda e pensa: “Quando que ficou tão ruim de repente”. De repente?

Para entendermos melhor podemos considerar o princípio de Pareto (também conhecido como a regra do 80/20), em que o consultor de negócios Vilfredo Pareto observou que 80% da terra na Itália pertencia a 20% da população. Mas o princípio nasceu após ele também observar em seu jardim que 80% das ervilhas estavam contidas em apenas 20% das vagens que ali cresciam. Essa teoria é utilizada até os dias atuais no campo dos negócios.

Mas também é possível aplicar no relacionamento. Com as observações de Pareto, é compreensível que 80% das frustrações são causadas por 20% das nossas ações, é uma questão de esforço e efeito. Volte as irritações básicas, imagine uma bola de neve de todos esses problemas que crescem a cada dia, pois o casal não dá atenção para resolver os 20% dos problemas que causam 80% dos efeitos sobre o relacionamento. 

Após os atrativos que cegam no início da relação deixarem de existir, você não sente mais o prazer e o mar de rosas enche de espinhos. Alguém vai aparecer e te oferecer os 20% de amor, o que parece maravilhoso quando não se tem. Mas calma, normalmente é só um sexo gostoso, romântico e o carinho que você sentia falta, mas o que é momentâneo não oferece 80% de efeito e você pode perder a maior parte. 

Mas, se você se contenta com pouco, quem sou eu pra julgar. Ou faça o teste, resolva os 20% e tenha 80% de ganho.


Os artigos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados nesta coluna não refletem necessariamente o pensamento do Portal do Holanda, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

ASSUNTOS: Amor, sexo e outros prazeres