Compartilhe este texto

Amor é dependência emocional


Por Yasmin Feitosa

23/05/2022 22h10 — em
Amor, sexo e outros prazeres


Foto: Divulgação / Pixabay

Há quem diga que a melhor forma de levar a vida é viver a dois. Muitas pessoas esperam um namoro, um casamento ou um filho para poder dizer: “Agora sim minha vida faz sentido”. 

Acredito que a existência do ser humano vai além do que esperar alguém para se apoiar ou para ver um sentido em viver. Imagine um dia ou um ano sozinho. O que você faria? A solidão é uma condição necessária para que possamos nos entender e compreender a força que temos, mas que não a conhecemos ainda.

Quem nunca procurou alguém para fazer sexo só para aliviar o estresse e se sentiu horrível depois disso? As pessoas foram transformadas em objetos de alívio e para satisfazer fantasias sexuais. O amor se tornou uma palavra sem significado e as relações em dependência emocional, ou as palavras mais ditas: “relação tóxica”. 

Se a realidade atual da sua vida não está o satisfazendo, pense: O casal que não faz sexo, o que faz? Faça o teste. E para quem está sozinho, opte por procurar o autoconhecimento do que um prazer momentâneo que saiu do alívio para o peso. Uma mente bem resolvida é porta aberta para relações saudáveis, seja para quem busca um casamento ou para quem busca uma amizade colorida. E principalmente, uma boa relação consigo mesma. 

Você tem que depender de você mesmo. Não, não é orgulho, é fato. Transar loucamente ou dizer um “eu te amo” sem ser verdade não trará benefícios permanentes. Controle seu apetite sexual e tenha cuidado com a dependência emocional. Uma boa conversa com um psicólogo pode ser a porta de entrada para uma vida fora do círculo vicioso.

Se você não vive sem alguém, então como vive? Trilhões de células que juntas formam um corpo perfeito independem de sentimento alheio e de pessoas prontas para usá-lo. Um namoro, um casamento ou um filho devem ser apenas um complemento para uma vida que já tem sentido.


Os artigos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados nesta coluna não refletem necessariamente o pensamento do Portal do Holanda, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

ASSUNTOS: Amor, sexo e outros prazeres