Compartilhe este texto

Dia dos Namorados: Amor por um dia


Por Yasmin Feitosa

12/06/2022 19h57 — em
Amor, sexo e outros prazeres


Imagem: Ilustrativa/Pixabay

O Dia dos Namorados certamente é o mais esperado pelas pessoas que se amam. Um momento para troca de presentes, romance, jantar fora, flores, e um "hoje tem" diferenciado. 

Assim como há pessoas demonstrando seus sentimentos para o amado (a), há pessoas chorando como se estivesse de luto.

Acredito que quem espera o Dia dos Namorados para abrir o coração está buscando apenas uma aceitação por um dia. O amor está em todas as coisas, sejam elas perfeitas ou não. A demonstração de carinho deve ser constante, diária, verdadeira e não a base de datas comemorativas. 

E para quem está solteiro sinto que essa é uma data reflexiva. Poderia falar que "amar a si próprio é o suficiente", mas seria fácil demais. Acredito que quem está sozinho, não está sozinho. A própria companhia vale ouro. Amar a si próprio é apenas um complemento de uma mente sã para não se sentir só. 

Muitos dizem que amor nasce de boas atitudes, presentes, palavras que só são palavras mas não se percebe. Porém, creio que o amor nasce quando o parceiro (a) deixa de ter a capacidade de proporcionar essas coisas. A decisão de ficar e prestar apoio é amor. Mostrar que basta a companhia do outro e um jantar em casa regado de afeto e demonstração de carinho é amor. Mostrar que a presença do outro naquele momento difícil já conta como um presente, também é amor. 

O Dia dos Namorados pode ser transformado em amor por um dia, ou amor como todos os outros dias, só que mais forte.


Os artigos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados nesta coluna não refletem necessariamente o pensamento do Portal do Holanda, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

ASSUNTOS: Amor, sexo e outros prazeres