Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Prefeito de Manaus irá entrar com queixa-crime contra Jair Bolsonaro no STF

Publicado

em

Foto: Redes sociais Foto: Redes sociais
Foto: Redes sociais

Daniela Assayag e o mundo ‘invisível’ do poder


Manaus/AM - O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, deve entrar com uma queixa-crime no Supremo Tribunal Federal (STF) contra Jair Bolsonaro, informou a CNN Brasil, após os xingamentos do presidente da República durante a reunião ministerial do dia 22 de abril, que teve sigilo quebrado no inquérito que investiga sua suposta intervenção na Polícia Federal do Rio de Janeiro. 

Na gravação, Bolsonaro xingou não só Arthur como também os governadores de São Paulo, João Doria e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, pelas ações dos gestores contra a Covid-19.  

Arthur respondeu às ofensas de Jair Bolsonaro ainda na sexta-feira. O prefeito de Manaus relembrou as quase três décadas que Bolsonaro passou como parlamentar: "Ele estava há 27 anos no Congresso fazendo a mais velha das políticas, que era pregar a ditadura e se aproveitar da ingenuidade de familiares de alguns militares para bater panela e pedir aumento de salário, ele era um parlamentar inexpressivo. [...] E hoje eu vejo um presidente alheio aos deveres básicos do seu cargo.", disse ele, que escreveu:   "Não me surpreendi com os insultos do presidente Jair Bolsonaro por ele ser uma pessoa de baixo nível e que não tem a mais mínima condição de governar o Brasil. [...] O presidente da República, em seu criminoso boicote ao isolamento social, em seu desprezo aos indígenas, em seu apreço a garimpeiros que poluem rios, sonegam impostos e invadem áreas indígenas, é claramente cúmplice de tantas mortes causadas pela Covid-19. 




Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.