Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Moradores de Parintins terão de ficar sem tucumã e queijo após famílias passarem mal

Publicado

em

Moradores de Parintins terão de ficar sem queijo coalho e tucumã, por tempo indeterminado, após decisão da Vigilância Sanitária do município na segunda-feira (10).

Isso porque cerca de 40 pessoas deram entrada nos hospitais Jofre Matos Cohen e Padre Colombo Diocese, com sintomas de febre, vômito, diarreia, alguns até tendo apresentado desmaio, após um café da manhã especial do Dia dos Pais, em um hotel da cidade. 

Vale lembrar que em 2013, uma adolescente de 17 anos morreu após ingerir tucumã em uma feira de Parintins. Nove pessoas deram entrada nos hospitais, passando mal. 

De acordo com Ianne Nunes, coordenadora de Vigilância Sanitária, famílias inteiras tiveram de recorrer a tratamento médico por conta disso no último domingo. “Foram 18 pacientes no Padre Colombo e 22 no Jofre Cohen, com febre, vômito, diarreia, mal estar no corpo e algumas ainda chegaram a desmaiar, devido a intoxicação. Alguns ficaram internados outros receberam atendimento e foram liberados para ser medicados em casa. Muitos que deram também nos hospitais, estavam no hotel Amazon Ríver Resort, inclusive funcionários que ingeriram os alimentos também foram para o hospital.  Todos eles fizeram o consumo de queijo coalho e tucumã, devido a data comemorativa do Dia dos Pais, quando prepararam um café da manhã especial. Muitos conseguiram adquirir o produto principalmente nas feiras, outros conseguiram através dos vendedores ambulantes”, afirmou.

Ianne disse ainda que fiscalizações foram relizadas por sua equipe. “Pelo aspecto que vimos no queijo coalho, o produto estava aparentemente bom, mas alguns tucumãs apresentaram um aspecto ressecado e apodrecido. Colhemos informações de onde compraram os alimentos e fomos atrás dos feirantes e vendedores. Como não conseguimos encontrar alguns, demos continuidade ao trabalho na segunda-feira”, relatou Ianne. "Além irmos até as feiras e mercados colher amostras, fomos até o hotel e nos deram aproximadamente um quilo de queijo coalho e umas 15 unidades de tucumãs, e colocamos as amostras dentro de uma caixa de isopor refrigerada e enviamos pra Manaus, para serem analisados. Ao todo foram 45 unidades enviadas", disse.





+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.