FVS-AM nega desvio de vacinas contra a Covid-19

Por Portal do Holanda

21/01/2021 14h20 — em Amazonas

Um total de 282.320 doses da vacina chegou na segunda-feira (18).Foto: Arquivo/Portal do Holanda

Manaus/AM - A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM) emitiu nota nesta quinta-feira (21) para esclarecer que não houve desvios de vacinas para a campanha de imunização no Amazonas.

No documento, o órgão informou que, na segunda-feira (18), recebeu do Ministério da Saúde um total de 282.320 doses da vacina contra a Covid-19. Desse total, 25.440 foram levados pela Força Aérea Brasileira diretamente para Tabatinga ainda no dia 18, em função de um acordo do Ministério da Saúde por causa da localização na tríplice fronteira.

O órgão esclareceu que as doses armazenadas nos contêineres na fundação correspondem à reserva técnica de modo geral e às segundas doses dos municípios que não têm estrutura para receber as duas doses de uma vez só.

"O quantitativo enviado à Tabatinga está acima do previsto para a cidade, que é de 21.783 doses, portanto o município devolverá a diferença (3.657 doses), que será utilizada conforme quantidades pré-estabelecidas aos municípios", diz trecho do comunicado.

Em vídeo, o diretor técnico da FVS, Christiano Fernandes, declarou que "não houve extravios das vacinas, que estão sendo rigorosamente acompanhadas, com escolta 24 horas". Fernandes acrescentou que os imunizantes estão acondicionados em contêiners da FVS adquiridos para o programa de vacinação

Os lotes entregues pelo Ministério da Saúde são destinados para aplicação de duas doses, garantindo a imunização do público-alvo que será atendido com a quantidade enviada.

A FVS afirma ainda que os critérios para distribuição no estado do Amazonas seguiram o que determina o Informe Técnico Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde, com data de 19 de janeiro de 2021.

Dessa forma, o público-alvo do quantitativo enviado para início da primeira fase da vacinação no Amazonas foi dividido em pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas (400); pessoas com Deficiência Institucionalizadas (60); povos indígenas vivendo em terras indígenas (101.156); trabalhadores da Saúde (34%, total de 32.813 profissionais).

No total, 134.429 pessoas, o que equiva a 268.858 doses.

Conforme os dados do Plano Operacional da Campanha de Vacinação do Estado contra a Covid-19, o público-alvo no Amazonas para a quantidade de doses enviada corresponde a pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas (400); pessoas com Deficiência Institucionalizadas (60); povos indígenas vivendo em terras indígenas (100. 642); trabalhadores da Saúde (34%, total de 29.361 profissionais), totalizando 130.463 pessoas, equivalente a 260.926 doses.

Quatro municípios (Alvarães, 2.171; Codajás, 198; Nova Olinda do Norte, 820; e Uarini, 885) vão receber a primeira dose até o dia 21 de janeiro, conforme o Plano Operacional da Campanha de Vacinação contra a Covid-19, assim como Silves, que vai receber mais 296 doses, completando a remessa equivalente à primeira dose.

Do total de 58 municípios já abastecidos, 33 receberam somente a primeira dose.

"Esses 33 municípios não receberam a segunda dose por não possuírem estrutura adequada para acondicionamento das vacinas. Essas doses estão sob guarda da FVS-AM, devidamente identificadas e separadas por municípios e serão entregues assim que as cidades concluírem a aplicação da primeira dose", esclarece o órgão.

O Ministério da Saúde enviou 13.046 doses para reserva técnica, para aqueles casos em que há perda imprevisível do material, a exemplo de quebra de frasco e contaminação, entre outros. A reserva técnica é equivalente a 5% do total dos grupos prioritários do estado do Amazonas. Essa reserva técnica será entregue aos municípios.

Após o cálculo de todos os grupos, de acordo com critérios do Ministério da Saúde e cruzamento com os dados do Amazonas, houve uma sobra de 8.345 doses, que serão redistribuídas de acordo com determinação dos Informes Técnicos do Ministério da Saúde.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas