Siga o Portal do Holanda

Zona Franca sob ataque

Setor de concentrados de Manaus tem perdas de R$ 800 milhões em incentivos

Publicado

em

A violência [por trás das mortes pelo coronavírus] que o Amazonas preferiu ignorar


Manaus/AM - O setor de concentrados da Zona Franca de Manaus (ZFM), que há muito é combatido pelas produtoras de refrigerantes e bebidas não alcoólicas de outras regiões do Brasil por meio da Associação de Fabricantes de Refrigerantes do Brasil (Afrebras), está com o incentivo via Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) reduzido a 4% desde o dia 1º de janeiro.

O fato se deve ao fim do prazo dado por decreto do presidente Jair Bolsonaro, que mantinha alíquota de 10% como incentivo via IPI aos produtores locais, mas com data marcada para baixar a 4%, conforme decreto anterior do ex-presidente Michel Temer, prazo que findou em 31 de dezembro passado. A informação é do jornal Valor Econômico.

O impacto sobre as quase 70 indústrias que operam no setor e estão instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM), conforme estimativa do Valor, é de R$ 800 milhões.

A Afrebras comemorou a baixa nos incentivos e seu presidente, Fernando Bairros, disse que o ideal é zerar esse incentivo e avisou que a campanha da Afrebras agora vai buscar derrubar o incentivo fiscal dado pelo Estado Amazonas às fabricantes locais que já estudam novas estratégias de permanecer por aqui ou se mudar, informa o texto.



Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.