Procurador critica morosidade do TCE

Por

22/06/2012 17h33 — em Amazonas

O procurador -geral da Assembleia Legislativa do Amazonas, Vander Goes, disse que não procedem informações atribuídas ao  Tribunal de Contas do Estado,  de que   gestores não foram  incluídos na lista de inelegíveis porque os deputados não votaram o  anteprojeto que elimina o efeito suspensivo na revisão  das contas de prefeitos e demais administradores públicos.


“O que deixa inelegível não é o efeito suspensivo, mas o processo julgado por um colegiado. A maioria dos gestores está se beneficiando com base da previsão do pedido de reconsideração, e não em razão do efeito suspensivo de revisão, em análise no Legislativo”.


 “Existem projetos no Tribunal de Contas que estão parados há mais de cinco anos sem julgamento. Essa morosidade, portanto, não pode ser atribuída à Assembleia Legislativa”, afirma o procurador-geral. “É um projeto polêmico e estamos dando o devido tratamento que o tema merece, porque somos favoráveis à agilidade no julgamento de processos. Por isso, não podemos analisar no afogadilho”.

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas