Reforço policial é enviado a Maraã para ajudar nas investigações sobre morte de prefeito

Por Portal do Holanda

29/02/2016 20h51 — em Policial



Maraã/AM - Após a morte do prefeito de Maraã, Cícero Lopes (Pros), 65, os olhos das autoridades amazonenses se voltaram para o vice-prefeito Luiz Magno Moraes (PT). Segundo relatos de funcionários da prefeitura local, as autoridades tinham divergências desde que assumiram os cargos públicos.

A população se vê revoltada com a morte do prefeito e quer a qualquer custo encontrar um culpado para o atentado.

Com medo de uma reação precipitada por parte dos moradores de Maraã, município distante 634 km de Manaus, o comandante geral da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), coronel Marcus James Frota, ordenou que ainda no domingo (28), 10 PMs do 3º Batalhão da Polícia Militar (3º BPM) fossem realocados à cidade.

Além desses militares, partiram nesta manhã um adjunto da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), seis militares do Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) e um perito criminal.

Nesta segunda (29), todo o perímetro onde ocorreu o crime foi cercado por um cordão de isolamento no intuito de não deixar nenhum detalhe passar despercebido durante a perícia criminal.