Ave “urbana” viaja 3 mil km para passar férias na Floresta Amazônica

Por Portal do Holanda

08/01/2021 10h36 — em Amazônia

Foto: Pixabay

Observando o pássaro bem-te-vi-rajado ou Myiodynastes maculatus que mede aproximadamente 22 cm e pesa cerca de 50 gramas, no ambiente urbano, nem parece que ele gosta de passar as “férias” em área de floresta bem longe do barulho como ruídos e da agitação da cidade. Muito longe mesmo.

O pássaro desaparece das praças no outono e volta na primavera, geralmente para a mesma praça onde estavam antes de ir. A ornitóloga Karlla Barbosa, doutora pela Unes-Rio Claro se perguntou para onde eles iriam e quis responder. Então um mini-GPS de apenas 1g e medindo o tamanho de uma moeda de 5 centavos, deu as devidas respostas. 

“Eles normalmente saem daqui quando está terminando o verão, passam o outono e o inverno lá, e voltam na primavera. Chegam na primavera e verão para reproduzir. Eles fogem da temperatura fria”, disse a doutora Karlla Barbosa, que também é coordenadora de projeto na ONG Save Brasil há 5 anos.

O lugar que Karlla se refere, é a parte mais preservada da floresta amazônica. A descoberta aconteceu após a volta de duas de oito aves marcadas com um pequeno rastreador, que armazena as coordenadas por onde a ave esteve. Depois de 4 meses, a bióloga conseguiu resgatar duas, uma pega em Rio Claro no nterior paulista e a na capital do estado de São Paulo.

A de Rio Claro posou na Floresta Nacional da Mulata, norte do Pará, onde ficou por mais de 30 dias, até voltar para casa. A segunda ave passou as férias em Roraima. O que mais chamou a atenção da longa viagem, é que as aves não ficam em áreas antropizadas durante o tempo na Amazônia. E sim, escolhem um local bem diferente do ambiente de casa.


+ Amazônia