Médica é investigada após morte por nebulização com cloroquina em Manaus

Por Portal do Holanda

15/04/2021 1h35 — em Policial

Foto: Pixabay

Manaus/AM - A médica ginecologista, Michelle Chechter, foi demitida e é investigada por aplicar nebulização de hidroxicloroquina como tratamento para covid-19 em uma paciente em Manaus. Ela atuou na maternidade Instituto da Mulher Dona Lindu por cinco dias depois de ser contratada temporariamente. Duas pacientes foram submetidas ao tratamento e apenas uma sobreviveu.

A paciente estava grávida e morreu em fevereiro deste ano após dar à luz. Conforme a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), "o procedimento tratou-se de um ato médico, de livre iniciativa da profissional, que não faz mais parte do quadro da maternidade, onde atuou por cinco dias". O comunicado diz também que "tão logo tomou conhecimento do ato, a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas determinou abertura de sindicância e o afastamento da profissional".

O caso é investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM).

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial