Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Chalub suspeita de "cruzeta", mas diz que nenhum funcionário do tribunal participou do esquema dos alvarás falsos

Publicado

em

Por


 "Uma cruzeta" no presídio. Foi assim que o desembargador Domingos  Chalub, Vice-Presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, explicou o uso de alvarás falsos que garantiram a liberdade de dois latrocidas no feriado da Semana Santa. Chalub descartou a participação de servidores do Tribunal no esquema.

O desembargador  disse que não existe nenhum funcionário do poder judiciário envolvido na falsificação dos alvarás que colocaram em liberdade Jerry Adriano e Miguel Vicente.

De acordo com Chalub, as assinaturas foram falsificadas de maneira grosseiras e os documentos levados ao presídio em mãos pela mãe de Jerry Adriano.

Chalub não descartou a possibilidade do envolvimento de funcionário do presídio: "pode ter havido uma cruzeta  nesse fato" ,disse o desembargador,acrescentando:

"Já estão falsificando até índio".Chalub revelou que  conversou com o secretário da Casa Civil, Raul Zaidan, e pediu uma reunião com o secretário de Justiça para que junto com o Ministério Público e Corregedoria do Tribunal  possam atuar em conjunto nas investigações para identificar os culpados e puni-los.

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.