Siga o Portal do Holanda

'Aumentos arbitrários'

MP pede a postos e distribuidoras que reduzam preços dos combustíveis em Manaus

Publicado

em

Foto: Divulgação Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Manaus/AM - Após notícias do aumento dos preços dos combustíveis mesmo com redução anunciada pela Petrobras em janeiro e reivindicações de motoristas de aplicativos e caminhoneiros, o Ministério Público do Amazonas (MP-AM) emitiu recomendação para que as distribuidoras e postos reduzam os valores aumentados de forma ‘arbitrária’ em Manaus. A recomendação, divulgada nesta quarta-feira (19), ainda determina aos responsáveis que não realizem aumentos sem fundamento no custo da aquisição dos combustíveis. 

O documento foi assinado pela promotora Sheyla Andrade dos Santos e pelo defensor público Thiago Nobre Rosas, conforme publicação no Diário Eletrônico do MP desta quarta-feira. 

A recomendação foi direcionada para o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo, Lubrificantes, Alcoois, e Gás Natural do Estado do Amazonas (Sindicombustíveis-AM) e para as distribuidoras de combustíveis de Manaus. O sindicato e as distribuidoras têm o prazo de 10 dias para responder ao MP sobre as medidas adotadas no cumprimento da recomendação. 

Na recomendação, o MP justifica que existiram inúmeras reclamações sobre aumento no preço dos combustíveis de forma injustificável, citou a possibilidade de existência de cartel e também o aumento nos preços mesmo após a Petrobras anunciar redução em janeiro de 2020. 

Veja a recomendação:

Clique para baixar arquivo

Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.