Siga o Portal do Holanda

12 DIAS SEM ENERGIA

Amazonas Energia pode ser multada em R$58 milhões por apagão em Iranduba e Manacapuru

Publicado

em

Foto: Reprodução

A Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) nesta segunda-feira (16) ajuizou um pedido de indenização de R$ 58,7 milhões por danos morais coletivos contra a Amazonas Energia após o apagão ocorrido em julho nos municípios de Iranduba e Manacapuru que deixou cerca de 200 mil habitantes sem energia elétrica por 288 horas. A ação aconteceu em conjunto com a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (CDC/ALE-AM) e o Ministério Público Estadual (MPE-AM). 

Além da ação coletiva, a Defensoria também está atendendo os cidadãos de Iranduba e Manacapuru para o ingresso de ações individuais por danos morais e materiais. Na última semana, a DPE-AM realizou um mutirão em cada município durante três dias, totalizando 601 atendimentos. Os prejudicados pelo apagão elétrico que ainda queiram ingressar com ações individuais podem procurar o Grupo de Trabalho do Interior (GTI) da Defensoria, localizado na rua Maceió, nº 307, Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul de Manaus, às segundas e quartas-feiras, a partir das 7h.

Em Humaitá, a Defensoria, por meio do Polo do Madeira, está disponível para atender os consumidores que pretendam ingressar com ações individuais para indenização por danos morais e materiais, após o apagão da última semana. A Defensoria estuda se habilitar em duas ações judiciais movidas pelo Ministério Público Estadual e a Prefeitura Municipal contra a Amazonas Energia para que também possa ser intimada e, consequentemente, se manifestar no processo judicial atendendo ao interesse da população da cidade.

Sobre a mulher que se jogou da ponte Rio Negro

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.