Caso Kimberly: Rafael Fernandez é interrogado; Sentença deve sair hoje

Por Portal do Holanda

27/10/2021 17h18 — em Caso da Miss Manicoré

Réu Rafael Fernandez Rodrigues - Fotos: Raphael Alves | TJAM

Manaus/AM - O réu Rafael Fernandez Rodrigues foi interrogado na sessão de júri popular em que ele é acusado da morte da jovem Kimberly Karen Mota de Oliveira, crime ocorrido em maio de 2020.

Presidida pela juíza de Direito titular da 2.ª Vara do Tribunal do Júri, Ana Paula de Medeiros Braga Bussulo, o julgamento de Rafael teve início na manhã desta quarta-feira (27) e ocorre no auditório do Fórum Ministro Henoch Reis, no bairro São Francisco, Zona Sul de Manaus

Após o interrogatório do réu, que começou às 15h04 e encerrou às 16h14, a juíza determinou um novo intervalo de 30 minutos e, em seguida, a previsão é de que tenha início a fase dos debates entre acusação e defesa, com 1h30 para cada uma. Havendo pedidos de réplica e tréplica, mais 1h para cada.

A previsão de encerramento do júri com a leitura da sentença é para por volta de 23h desta quarta-feira.

O julgamento começou às 10h15, com o sorteio dos jurados, que está composto de quatro homens e três mulheres.

O Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE/AM) está sendo representado pelas promotoras de justiça Marcia Cristina Oliveira e Lilian Nara Pinheiro. O réu tem, em sua defesa, os advogados Josemar Berçot, Josemar Berçot Junior, Eguinaldo Gonçalves de Moura e Camila Alencar de Brito.

A primeira testemunha de acusação ouvida foi a mãe da vítima, a partir de 10h36, por meio de videoconferência uma vez que se encontra hospitalizada em uma unidade de saúde da capital. Bastante emocionada, ela respondeu aos questionamentos da Promotoria e da defesa até 10h56.

A segunda testemunha começou seu depoimento às 10h59 e terminou às 11h40. O depoimento da terceira testemunha de acusação iniciou às 11h41 e acabou às 12h22. Às 12h31 quem passou a falar foi a quarta testemunha de acusação, que encerrou seu depoimento às 12h39. A sessão foi suspensa por 30 minutos.

Após essa pausa, às 13h36 começou o depoimento (anteriormente gravado) da quinta testemunha de acusação, que encerrou às 13h55, e que também foi arrolada pela defesa. Já a primeira testemunha presencial da defesa começou seu depoimento às 13h59, finalizando às 14h10. A segunda arrolada pela defesa do réu iniciou o depoimento às 14h11 e finalizou às 14h29; a terceira testemunha de defesa começando por volta das 14h30 e concluindo às 14h56.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Caso da Miss Manicoré