Sonho de Miss interrompido pelo ciúme doentio do ex-namorado

Por Portal do Holanda

19/03/2021 13h52 — em Caso da Miss Manicoré

Resumo da Notícia

  • Apesar de jovem e de vir de uma família humilde, Kimberly Mota tinha um desejo grande de crescer na vida e se tornar referência em odontologia, mas teve os sonhos interrompidos pelo ciúme do ex-namorado.
Foto: Reprodução

Manaus/Am - A jovem que cursava o primeiro período do Ensino Superior em Odontologia, tinha o sonho e determinação de ter o próprio consultório e já estava economizando para isso, contou a mãe dela, Neyla Batista, dizendo acreditar que o crime foi premeditado.

No dia do crime, o servidor público chegou a felicitá-la pelo Dia das Mães, mas parecia estranho: "Ele me desejou feliz Dia das Mães. Eu falei o mesmo para a mãe dele e me respondeu com uma carinha rindo. Acho que foi planejado”, destacou.

Neyla também falou sobre relacionamento conturbado da filha e  teria decidido encerrá-lo por conta do comportamento possessivo e ciumento de Rafael. Mesmo assim ele insistia em reatar, mandava presentes, flores e tentava reconquistar a jovem de todas as formas.

Em entrevista ao site Universa, a mãe explicou que Kimberly não tinha planos de retomar o relacionamento, e que só mantinha o contato com o ex por sentir pena dele:

"Ela já tinha terminado porque ele era muito ciumento. Mas, para fazer as pazes, ele mandava flores direto. A Kimberly chegou a dizer que não sabia mais onde colocar tantas flores. Era uma tentativa de reconquista. Ela falava que o Rafael morava sozinho em Manaus e que sentia pena dele. Por isso ainda mantinham amizade”.

COFRE DE SONHOS

No quarto da casa onde morava em Manaus, a mãe encontrou um cofre onde a filha depositava todas as suas economias para custear os equipamentos que iria precisar:

"Fui no quarto dela ontem e vi um cofrinho destinado para o consultório. Era muito sonhadora e batalhava pelo que sempre queria. Ela estava muito feliz por estar estudando e vi no cofre que já estava guardando as economias. Eu confirmei com as amigas, que me disseram que ela já tinha falado isso”, afirma.

Kimberly costumava fazer trabalhos de publicidade e também trabalhava com venda de roupas.

Nas redes sociais, tinha mais de 30 mil seguidores, era bastante popular e costumava cativar que a conhecia.

Para Neyla, Rafael premeditou a morte de Kimberly, porque ela não queria a reconciliação e temia que a moça se envolvesse com outra pessoa. E pontua que não acredita que o ex-namorado tenha agido em um momento repentino de fúria.

A família de Kimberly, que é do município de Manicoré, providenciou o translado do corpo da técnica de enfermagem para ser enterrado na cidade natal dela.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.