Acusado de estupro, vocalista do Molejo pira em entrevista: ‘comi o viado'

Por Portal do Holanda

06/02/2021 13h53 — em Famosos & TV

Foto: Reprodução/Instagram

Em uma live com o jornalista Betoh Cascardo no Instagram, o vocalista do grupo Molejo, Anderson Leonardo falou sobre a acusação de estupro que o dançarino Mc Maylon fez contra ele.  Usando um tom pejorativo para falar sobre a sexualidade da suposta vítima de 21 anos, o pagodeiro afirmou:

"Comi? Comi. Estuprei? Não. Comi, com consenso. O veado (sic) estava colocando cada roupa colorida, aquele 'bagão' (sic) na frente, grande para c******, e com o maior bundão”.

 

 

“Eu falei: 'Compadre, vou botar no c* dele logo para acabar com essa p****. Botei no c* dele. Pensei que estava até apaixonado pelo c* dele. Mas depois que comi o c* dele, com consentimento, normal", disse o cantor, se interrompendo ao falar que não estava tentando prejudicar ou criar provas contra si próprio, que apenas está relatando fatos. "Eu não preciso estuprar ninguém, não. Não preciso"..

Anderson afirmou que conheceu MC Maylon ao marcar uma reunião no estúdio para conhecer o trabalho dele como cantor. “'Irmão, independente de qualquer coisa. Você tem alguma música para eu ouvir?'. Ele mostrou uma música até bem produzida. Falei: 'Você canta bem. Mas eu queria ver você cantar ao vivo".

 

 

Conforme a versão do pagodeiro, Maylon teria começado a frequentar os shows do Molejo e até chegou a se apresentar com o grupo. "Eu tinha terminado um relacionamento e o menino faz uma tatuagem para você? O cara está ali te encantando. Quando começa a te encantar, você não vê cara, bolso, nada. Você só vê uma pessoa. O que acontece? Aconteceu. Entendeu?".

 "Quer falar que sou gay? [Pode falar] Sou bay, bi, tri, hepta... Não estou nem aí. Como diz a música: 'eu quero amor, não quero cilada'", completou.  Em entrevista anterior ao Uol, Anderson havia dito que conheceu o rapaz pelo app de paqueras Tinder.

Em seu depoimento, Maylon afirmou que chamava Anderson de “pai” e que tinha o sonho de se casar virgem. Ele afirma também que foi a uma reunião com Anderson para tratar sobre sua carreira, e depois o pagodeiro o levou para um hotel, onde foi estuprado.

Em nota, a advogada de Maylon  se pronunciou sobre as declarações pejorativas de Anderson:  

"Venho, por meio desta nota, comunicar que assumi a defesa da vítima homossexual Maicon Douglas Nascimento, conhecido como MC Maylon, na denúncia de estupro e assédio sexual contra o cantor supostamente heterossexual Anderson Leonardo, vocalista do Grupo Molejo.

Diante da incontestável prova pericial apresentada à Polícia Civil pela vítima, o cantor entrou em contradição negando o que o mesmo havia comunicado em nota à imprensa publicada no dia 04/02/2021 e admitiu que houve a conjunção carnal (introdução do pênis e ejaculação no ânus da vítima). Meu cliente vinha sofrendo diversos ataques nas redes sociais por pessoas que duvidavam de sua versão e o acusavam de oportunismo e que agora começam a acreditar na veracidade de seu relato.

O cantor aposta na prática comum de desmerecer a vítima como tese de defesa em crimes sexuais, como vocês acompanharam recentemente nos casos da modelo Mariana Ferrer e das atrizes Dani Calabresa e Duda Reis. A proximidade que os dois mantiveram após o crime se deu em razão de motivos profissionais, nas promessas de gerenciamento artístico da carreira do jovem MC.

No ensejo, repudio qualquer tentativa de imputação de chantagem à vítima ou à sua genitora, a empresária e mãe de santo, Jupira Pinto Nascimento. Mais uma cilada na estratégia torpe de defesa para tentar desmoralizar a vítima".


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Famosos & TV