Bastidores da Política - Suspeitas de irregularidades na Susam apontam para o 'Benedito'


Suspeitas de irregularidades na Susam apontam para o 'Benedito'

Por Raimundo Holanda

19/06/2020 21h57 — em Bastidores da Política

João Paulo,  trazido dos quadros da Defensoria Pública para ocupar a secretaria-executiva da Susam pelo vice-governador Carlos Almeida,  é a peça chave para o “mistério” da compra de respiradores a preços superfaturados.  Documentos colhidos pela CPI até horas antes de ter suas atividades suspensas pelo Tribunal de Justiça, já colocavam JP, como é mais conhecido, no centro   das investigações.

João foi convocado para depor ao menos duas vezes, mas não compareceu. Caso a CPI retome os trabalhos  - como é esperado - ele poderá ser conduzido  coercitivamente para prestar esclarecimentos sobre outros contratos, igualmente suspeitos, já identificados pelos membros da Comissão que apura irregularidades na secretaria.

Uma fonte da Susam disse para a coluna que João Paulo nunca assinou nenhum documento ou autorizou contratos sem consultar o que ele chamava  de “chefe”.

O problema é saber quem é o “chefe”. A mesma fonte disse que  o “chefe”não era o governador Wilson Lima, o que faz crescer o mistério dos respiradores superfaturados.

Para não ser vulgar ou imprudente ou levantar suspeitas sem provas, vamos encerrar a coluna com uma expressão popular: “Será  o Benedito?”

Raimundo de Holanda é jornalista de Manaus. Passou pelo "O Jornal", "Jornal do Commercio", "A Notícia", "O Estado do Amazonas" e outros veículos de comunicação do Amazonas. Foi correspondente substituto do "Jornal do Brasil" em meados dos anos 80. Atualmente escreve a coluna Bastidores no Portal que leva seu nome.