Siga o Portal do Holanda
Bolsonaro x Moraes: quem odeia mais?

Bolsonaro x Moraes: quem odeia mais?

Publicado

em

O Brasil vive um vazio de poder. Ou uma confusão de poder. Não sabe quem governa - se o presidente Jair Bolsonaro ou o ministro Alexandre de Moraes. Um é desastrado, prega a insurreição contra a democracia. O outro não é  diferente. Impede a nomeação de ministros, se opõe a certas liberdades e estabelece a censura a perfis que ele define como “disseminadores do discurso do ódio”. Moraes, com suas decisões “emotivas” acaba transmitindo a impressão, ruim, de que  odeia tanto os bolsonaristas quanto os bolsonaristas o odeiam. Suas ações acabam retratando um certo “discurso do ódio”, ou revide.

Não parece representar o Supremo. Ele é o Supremo. Já Bolsonaro é o presidente, mas não se porta como tal.

O bloqueio determinado por Alexandre de Moraes a perfis na rede social é um excesso que não pode ser medido, pela extensão que tomou, inclusive em outros países. A repercussão só não é maior  porque há uma rejeição mundial ao comportamento do presidente brasileiro.

Mas é um caso que mostra que o ministro Alexandre de Moraes não se deu conta de que tem papel limitado na Corte de Justiça. Que casos  como estes deveriam ser submetidos ao Pleno do STF, para que os 11 ministros, ele incluído, decidissem sobre um tema no mínimo polêmico, por atentar contra a liberdade de expressão e opinião.

Ao decidir em nome do Supremo, Moraes enfraquece um Poder da República sobre o qual recai a esperança de quem teve direitos violados. E abre precedente perigosíssimo  para que magistrados de instâncias inferiores também vomitem seu lado autoritário - impondo restrições à liberdade de expressão e opinião, o que aliás já é uma prática comum em muitos estados…


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.