Siga o Portal do Holanda

Rio de Janeiro

Tubarão é flagrado em praia famosa do Rio de Janeiro

Publicado

em

Tubarão é flagrado na Barra da Tijuca por praticante de kite surfe - Marcelo Areias / Reprodução

RIO - Um tubarão foi visto na Barra da Tijuca, na tarde desta quinta-feira, próximo ao Posto 3. O animal foi flagrado por um praticante de kite surfe num trecho distante da arrebentação. No início de maio, a etapa do Circuito Brasileiro de Surfe que foi realizada na Praia da Barra, entre os postos 5 e 6, foi paralisada por cerca de 20 minutos após dois tubarões terem sido avistados no local.

Na ocasião, banhistas avistaram os animais na altura do Posto 5 e avisaram a uma equipe do Grupamento Marítimo, que alertou a organização do campeonato. A final feminina, que seria realizada naquele momento, foi paralisada e as atletas saíram da água. Um jet-ski patrulhou o local e os tubarões não foram mais avistados. O campeonato foi reiniciado, com a presença do jet-ski na água, próxima às atletas.

De acordo com o oceanógrafo e professor da Uerj, David Zee, a região é favorável ao aparecimento de tubarões devido ao material orgânico que atrai os peixes, alimentos de tubarões.

— A região da Barra é um local adequado para esses animais porque é uma saída do canal da Joatinga, com uma enormidade de material orgânico que atrai os peixes e, consequentemente, tubarões. A proximidade das ilhas também influencia, porque tem muitos animais se desenvolvendo lá. As ilhas oferecem abrigo, alimentos e substratos para a proliferação da vida marinha — explicou o oceanógrafo, recomendando aos banhistas que não se aproximem do animal. — Em geral, eles (os tubarões) se aproximam apenas para observar, mas é bom não dar chance ao azar — concluiu.

O esportista que registrou o tubarão disse que chegou a fazer vários contatos visuais com o animal, que, aparentemente, não esboçou reação.

— Eu fiz uns três contatos visuais, mas só consegui registrar uma vez. Tentei uma nova aproximação com cautela, mas como o vento estava muito fraco próximo à praia, não quis arriscar cair na água por ali. O que percebi é que o tubarão estava bem tranquilo, eu é que fiquei bem tenso — contou, rindo, Marcelo Alegria. — Procurei banhistas na água para avisar, mas acho que já tinham visto ou foram avisados, pois não encontrei mais ninguém no mar.

HC para o uso de minissaia no interior do Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Conheça a história de Manaus e dos municípios do Amazonas


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.