Em vídeo, funcionário do 28 de Agosto relata contaminação, coação e corte de salário em Manaus

Por Portal do Holanda

27/04/2020 14h33 — em Amazonas

Manaus/AM - Um funcionário da UTI do Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto, gravou um vídeo denunciando a falta de materiais no hospital.

Segundo ele, os funcionários tem apenas direito a um kit de EPI por noite e eles se contaminam com sangue e secreção, sem material para trocar. Ele relata ainda a coação por parte de seus superiores: "a nossa diretora é a primeira que diz que a gente não pode falar nada.

O funcionário pede vistoria na casa de funcionários, pois os materiais que eles dizem ter no hospital não existe e relata o corte de 40%, relativo ao adcional de insalubridade para quem trabalha na UTI do hospital. 

"Muitos colegas entregaram escala", disse ele, por não terem condições de trabalho "eles pagam R$ 1.500,00 e é o cala-boca que nós recebemos", completou.