Siga o Portal do Holanda

R$ 880 milhões em investimento

Nova gestão da Manaus Ambiental tem meta para que capital tenha 80% de esgoto tratado

Publicado

em

Foto: Portal do Holanda

Manaus está passando por um momento de mudança, no qual a concessionária de água e esgoto, Manaus Ambiental, passa a ser administrada por uma das maiores empresas de saneamento do setor privado do Brasil, a  Aegea. A empresa atua em 11 estados e 40 municípios e um dos seus cases de sucesso, é o trabalho da Águas de Guariroba, que atua em Campo Grande (MT).

A capital está entre as melhores do país no quesito saneamento, com 99,8% de cobertura de água e mais de 80% em cobertura de esgoto, enquanto Manaus apenas 19,2% da população tem rede de esgoto. De acordo com a Águas de Guariroba, a população bebe água direto da torneira, e o esgoto que passa por tratamento de alta tecnologia é devolvido para os córregos de forma clarificada.

A meta é aproximar esses números e trazer essa tecnologia para a realidade de Manaus e de seus 2,1 milhões de habitantes. A Aegea investirá nos próximos cinco anos, R$ 880 milhões na ampliação dos serviços de abastecimento de água e tratamento de esgoto da capital. Manaus terá, até 2030, 80% do esgoto coletado e tratado. Este ano serão investidos R$ 70 milhões na construção de mais de 40 quilômetros de novas redes coletoras e ampliação de estações de tratamento de esgoto.

A Manaus Ambiental iniciou o segundo semestre com a inauguração da Estação de Tratamento de Esgoto Timbiras – ETE Timbiras, localizada no bairro Cidade Nova 2, Zona Norte. Ao todo serão tratados 230 litros de esgoto, a cada segundo, naquela que já é considerada uma das maiores estações de tratamento da Região Norte.

Vale destacar que Manaus é uma metrópole que está crescendo muito rápido, e que é muito importante que a população tenha acesso ao tratamento de esgoto, uma vez que o mesmo contamina o solo e a água, aumentando riscos de várias doenças diarreicas.

Mas e o problema da falta d’água ?

Para entender melhor é preciso saber de onde vem nossa água? Manaus tem estrutura instalada para captar, produzir e tratar 864 milhões de litros de água por dia. O sistema de abastecimento de água da capital é composto por quatro Estações de Tratamento de Água (ETAs) de grande porte, localizadas na Ponta do Ismael e Ponta das Lajes, que captam e tratam a água do rio Negro, além de 41 Centros de Produção de Águas Subterrâneas (CPAs) em operação, situados sobretudo nas zonas norte e leste.

Campo Grande tem apenas 19% de perdas de água,(desperdício e fraudes) enquanto Manaus tem mais de 70%. A Aegea tem como objetivo, atuar ativamente na gestão de perdas de água tratada para reduzir o alto índice de desperdício, e na sensibilização quanto ao consumo consciente.

Para isso, serão implantados programas socioambientais para conscientizar a população sobre a importância de não desperdiçar água; escovar os dentes com a torneira desligada, fechar o chuveiro para se ensaboar, cuidar da manutenção de torneiras que estão vazando, já diminui em muito o desperdício.

A nova gestão vai ativar em Manaus, projetos de sucesso, como o “Saúde Nota 10”, programa de educação ambiental desenvolvido em escolas das redes pública e privada, que visa a formação de uma nova cultura de preservação dos recursos hídricos, explanando os benefícios e a importância da água limpa e esgoto tratado. Também será implantado o “Afluentes”, voltado às lideranças comunitárias, que terão um canal de comunicação direto com a empresa, apresentando suas demandas para soluções prioritárias.

Confira nossa entrevista como o novo Diretor Presidente da Manaus Ambiental Renato Medicis.

Sequestro e morte: Crime Organizado ameaça poder do Estado

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.