Siga o Portal do Holanda

Venda

Intenção do Governo Federal de privatizar Terminal Pesqueiro de Manaus gera revolta

Publicado

em

Foto: Altemar Alcantara/Semcom Foto: Altemar Alcantara/Semcom
Foto: Altemar Alcantara/Semcom

Manaus/AM - A inclusão do Terminal Pesqueiro de Manaus no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), pelo Governo Federal, está causando revoltas e dúvidas de entidades e políticos do Estado. Isso porque essa inclusão não deixou claro se o local será vendido ou concedido para a iniciativa privada. 

A Confederação Nacional de Pescadores e Aquicultores (CNPA) já marcou posição contrária à intenção de venda do terminal que atualmente está sob a competência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e é gerido pela confederação e pescadores. 

O Terminal possui problemas no modelo de administração que causa dificuldades na distribuição do pescado. A intenção do Governo Federal seria em definir essa situação com a privatização do espaço ou realizando uma parceria público-privada. 

Dois deputados estaduais se manifestaram sobre o assunto. O deputado Serafim Corrêa (PSB), que era o prefeito de Manaus quando o terminal pesqueiro foi construído, declarou que seria uma “desonestidade” do governo vender o espaço. Serafim explicou que o local foi construído com investimento milionário da prefeitura e não foi ressarcido. 

Já o deputado Adjuto Afonso (PDT) manifestou preocupação pela indefinição da administração do terminal e disse que o melhor seria que o Governo do Estado ou a Prefeitura de Manaus assumissem a operacionalização do Terminal Pesqueiro. 

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.