Grupo milionário com esquema com Bitcoin é alvo de operação em Manaus

Por Portal do Holanda

27/11/2021 11h51 — em Policial

Foto: Jander Robson/Portal do Holanda

Manaus/AM - A Operação Blockchain Fake cumpriu mandados de busca e apreensão neste sábado (27) em condomínios de luxo na Ponta Negra e no Parque das Laranjeiras. O alvo é um grupo criminoso envolvendo em um esquema de criptomoeda.

Segundo o delegado da Especializada em Roubos e Furtos de Veículos, Denis Pinho, o grupo tem alto valor aquisitivo e usava uma empresa de investimentos em Bitcoins para roubar milhões de investidores.

O golpe gerou um lucro para o grupo em torno de R$ 50 a R$ 100 milhões.

“Eles se passavam como investidores de criptomoeda, inclusive eles utilizavam a Blockchan, uma rede segura dentro da criptomoeda que eles transitam os dados. Então eles usavam empresas que investem em criptomoeda, eles pegavam esse dinheiro das vítimas, tem gente que investiu R$ 2 milhões, R$ 5 milhões com a promessa de lucrar 10% ao mês. Aí eles pagavam 2, 3 meses essas pessoas e com isso ia alimentando essa pirâmide e no final deixava essas pessoas no prejuízo”, explicou o delegado.

A operação ocorre simultaneamente em Brasília, São Paulo onde foram apreendidos dois veículos de luxo: uma Ferrari Spider e uma Mac Laren, avaliadas em R$ 5 milhões.

Hoje, 8 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Manaus sendo: 1 em um condômino na Ponta Negra onde ficava a sede da empresa, 1 mandado em um condomínio no Parque das Laranjeiras, 1 em uma loja de veículo importado no Parque das Laranjeiras e 1 mandado na casa do próprio dessa loja de veículo. Na residência ele, a polícia apreendeu três veículos de luxo: um Troller, um Mini Cooper e uma BMW, além de dólar, euro, peso mexicano, dólar canadense e reais.

 


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Policial