Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Sombra, que vai cursar direito sem ter concluído o nível médio, vagou pelo submundo do crime e foi preso

Publicado

em

Por


Manaus ( Portal do Holanda) - Jean Cláudio Lima Sombra, beneficiado com medida  judicial (LEIA AQUI)   para ser matriculado no cuso de direito da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), já esteve preso acusado de tráfico internacional de drogas.  O  processo corre na 2ª Vara do Tribunal Regional Federal da Primeira Região. Em 2005 ele foi  novamente preso  desta vez acusado de aplicar um golpe de estelionato de cerca de R$ 100 mil.

Jean Cláudio  também responde a processo por venda de terrenos em área de preservação ambiental, no Águas Claras, Parques das Garças e Água Rica, na Cidade Nova, Zona Norte de Manaus.

Estelionato

Sombra teve mandado de prisão expedido em 2005, depois de se passar por advogado e se apossar de uma indenização de R$ 100 mil  atribuída  a Sady Pereira Tavares e   Jociane da Silva Oliveira.

A indenização foi paga pela empresa Rota Construções e Pavimentação Ltda, proprietária de um veículo que atropelou e matou o vigilante Elder Moreira Tavares, em junho de 2004. Elder era filho de Sady e marido de Jociane.


Sombra, ao tomar conhecimento do pagamento da indenização foi ao encontrão das vítimas. O  falso advogado entrou em contato com um advogado da área cível, que foi identificado  apenas como Marcelo.

Com a ajuda de Marcelo, Jean Sombra  conseguiu pegar das mãos de Sady e Jociane dois cheques, cada um no valor de R$ 50 mil e mais a identidade das vítimas, afirmando que iria verificar se havia fundos para o pagamento.

Mas ao invés de verificar se os cheques tinham fundos, depositou em sua conta no banco HSBC, segundo a polícia apura na época.

 

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.