Sindicato contra importação de médicos pelo Estado do Amazonas

Por

05/02/2013 13h42 — em Amazonas

A falta de médicos especialistas apontada pelo senador Eduardo Braga (PMDB) durante entrevista para uma emissora de televisão,  quando falou sobre a contratação de médicos estrangeiros para atuar no interior da região Amazônica levou o presidente do Sindicato dos Médicos, Mario Vianna, a agilizar a proposta de audiência pública para discutir o assunto na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas e na Câmara Municipal de Manaus.

 Mario Vianna diz que lamenta "que mais essa solução milagrosa, possa postergar o problema da saúde pública das capitais, periferias e interiores dos estados, que, segundo ele, vivem verdadeiras catástrofes diárias e o caos há mais de 20 anos.

 “Vamos nos mobilizar por soluções concretas e definitivas, como a Carreira de Estado e Piso Nacional de R$ 10.412,00 por 20 horas semanais de trabalho e para dedicação exclusiva pelo menos o dobro. Essa carreira deverá acontecer por concurso, tendo com porta de entrada exatamente as localidades de difícil provimento de médicos”, declarou Mario Vianna.

O presidente do Simeam afirma que outra questão que preocupa o Sindicato é a visão distorcida de algumas autoridades, que acreditam poder prover os interiores com especialistas, sem qualquer estrutura de condições de trabalho, que é a realidade da maioria dos municípios do Brasil. "O interior e as grandes cidades precisam de referências e contra referências, atenção básica com cobertura de 70% da população e acima de tudo uma gestão profissional e com controle social adequado", disse.

 

NULL