Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Servidores da Ufam suspendem greve

Publicado

em

Por

Após 70 dias de greve, os técnico-administrativos da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) aprovaram a orientação do Comando Nacional de Greve (CNG-Fasubra) de aceitar a proposta do Governo Federal e o retorno ao trabalho a partir do próximo dia 27 (segunda-feira).  A proposta do Ministério do Planejamento, Orçamento de Gestão (MPOG) consiste no reajuste sobre as tabelas de remuneração do PCCTAE da ordem de 15,8% a ser implementado em três etapas anuais de 5% a partir de 2013, correção de incentivos a qualificação, paridade entre ativos e aposentados, entre outros pontos.

A suspensão da greve foi aprovada em assembleia geral da categoria realizada na segunda-feira (20), no auditório Buhrnheim, pelo Sintesam (Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Superior do Estado do Amazonas).

Apesar do reconhecimento de que a proposta não condiz com a reivindicação da categoria, os técnico-administrativos foram unânimes em avaliar que “por menor que seja o ganho, a alteração de 1,7 bilhões para 2,9 bilhões no Orçamento da União, para a concessão do reajuste, é uma conquista”, asseguram.

Os técnicos avaliam ainda que este modo de ação do governo seja uma forma de rebaixar e desarticular os movimentos dos trabalhadores, sobretudo os sindicatos, mas comemoram avanços. “Não é o que queremos. Uma proposta justa. Mas conquistamos ganhos políticos, fôlego e ânimo para a categoria que vai se reorganizar em um novo ciclo de lutas”, planeja um dos integrantes do CLG-Sintesam.

O item acatado fez parte do conjunto de orientação do CNG-Fasubra composto de três cenários. O primeiro foi de recusa e continuação da greve, assumindo o risco de ter o montante, oferecido pelo Governo, ser distribuído a outras categorias, além do corte do ponto e fim do processo de negociação.

O segundo cenário seria de rejeitar a proposta e recuar da greve, projetando a perspectiva de um novo movimento para 2013. Condição que também implicaria em risco de não contar mais com a disposição da categoria para construir uma nova greve.

O terceiro ponto foi de aceitação da atual proposta como parte da luta rumo ao plano traçado pela categoria, avaliando a conquista como combustível necessário ao enfrentamento dos próximos períodos. Lembrando de qualquer luta futura estará em um patamar superior ao acordo de 2007.

O Comando Local de Greve (CLG) explicou que o retorno ao trabalho acontecerá somente na segunda-feira pelo fato de a categoria ainda ter de aguardar a consolidação do acordo no próximo encontro de negociação com o Governo Federal agendado para esta quarta-feira (22) em Brasília. Fechado o acordo, ele volta para a discussão nas bases em nova assembléia marcada para sexta-feira (24), na qual será deliberado o desfecho definitivo da greve.

Contudo, o CLG não descarta a possibilidade de a orientação do CNG-Fasubra não ser acatada pela maioria das universidades públicas que se encontram em greve no País. Neste caso, as negociações voltam a estaca zero com deliberação de novos rumos ao movimento.

NULL

+ Amazonas

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.