Mulheres compram vibradores grades e homens preferem os pequenos

Por

04/04/2012 10h59 — em Famosos & TV

Depois de mais de um ano no ar o Sexônico, o buscador de produtos eróticos, publica um estudo sobre o mercado erótico na internet brasileira. Que o e-commerce no Brasil já movimenta bilhões a cada ano e os pequenos
empreendedores virtuais dominam grande parte do mercado todo mundo já sabe, mas a surpresa é que uma boa parte desses pequenos empreendedores pode estar no mercado de Sex Shops.

O buscador de produtos eróticos já lista 700 Sex Shops e mais de 150 mil
produtos eróticos. As dez maiores lojas em volume de produtos representam
20% do total de produtos, sendo que a maior delas é a Loja do Prazer, com
mais de 10 mil produtos eróticos que vão desde vibradores até ursinhos de
pelúcia (por que não?)

Muito mais do que vibradores
Ao contrário do que muita gente imagina, nem só de vibradores vivem os Sex Shops. Apesar de ser a primeira coisa que vem a cabeça de muita gente, o tal dos consolos são apenas 18% dos produtos vendidos nas quase mil lojas do país.

Lingeries e Fantasias também reinam com 17% dos produtos nas prateleiras
virtuais, dividindo espaço com os cosméticos sensuais (15%) e também os
bons e velhos filmes pornôs. Esses comprados quase que exclusivamente por
homens.

Quem compra produtos eróticos?
O estudo também mapeou o perfil do comprador de produtos eróticos na
Internet. Segundo os lojistas que responderam a pesquisa, existe um
equilíbrio entre homens e mulheres, mas elas ainda são maioria nas
prateleiras eróticas virtuais. A idade predominante é entre 26 e 40 anos.
Não há distinção de orientação sexual, porém o tipo de produto comprado pode ser uma pista para saber a orientação sexual do comprador. 20% dos entrevistados afirmaram que homens que compram vibradores grandes
também compram filmes eróticos homossexuais, por exemplo.

Os campeões de venda
O gasto médio por compra fica entre R$50 e R$100 e os campeões de vendas
são diferentes para homens e mulheres. Enquanto as mulheres compram
vibradores, lingeries e cosméticos, os homens produtos para aumento peniano, filmes eróticos, lubrificantes e também vibradores.

O tamanho do documento
O estudo foi realmente a fundo e descobriu até o tamanho dos vibradores
comprados por homens e mulheres. Ele aponta que as mulheres têm uma leve tendência a comprar vibradores maiores do que os homens. Mas isso não é surpresa, pois o dado só confirma a teoria de que o parceiro teme que a mulher tenha mais prazer com o acessório do que com o próprio homem. É lógico que isso é só especulação, mas faz sentido. Segundo o terapeuta
sexual Dr. Paulo Tessarioli, “o homem tem uma grande dificuldade em aceitar objetos sexuais na relação com sua mulher, pois tem medo que esses possam vir a ser seus concorrentes. Pura bobagem!”, explica o terapeuta que vai publicar uma série de vídeos no You Tube desmistificando o uso e o
funcionamento de produtos eróticos. Esse mesmo assunto foi tema de sua
palestra dentro da Erótika Fair, a feira de produtos eróticos que aconteceu
no Anhembi em São Paulo entre os dias 22 e 25 de março.

O Sexônico já possui mais de 150 mil visitas por mês desde sua estreia na
rede já lista 700 lojas eróticas on line cadastradas e busca sempre
aumentar os números, segundo Rodolfo Elsas.

SEXÔNICO www.sexonico.com.br

NULL