Conselho de administração da Afeam aprova balanço sem ler. Prejuízo pode chegar a R$ 14 milhões

Por

27/03/2012 20h57 — em Amazonas

Manaus  - Auditoria realizada pela HLB - AUDLINK, Auditores & Consultores -  aponta que a Afeam fez uma operação de alto risco ao atuar como avalista em um empréstimo de R$ 14 milhões do Grupo Mário Guerreiro com o Banco Santander. Os auditores dizem que os dados apresentados pela Brasjuta, empresa do grupo, indicam dificuldades para honrar o compromisso assumido com o banco e que a Afeam, como co-avalista, pode ser obrigada a assumir o prejuízo.

A avaliacão da HLB está no balanço publicado pela Agência de Fomento do Amazonas no jornal Amazonas Em Tempo, página 6 do caderno de classificados, que circulou nesta terça-feira.

A Agëncia investiu  em 2010  R$ 13 milhões  na Brasjuta, que  está apresentando prejuizos.

O que surpreendeu analistas do mercado foi o fato de a agência ter atuado como avalista em um empréstimo, quando sua função é promover o fomento, e ainda o fato de o grupo Guerreiro ter bens móveis e imóveis para apresentar como garantias de suas operações com a rede bancária.

Conselho de adnministração e fiscal aprovaram sem ler

Outra surpresa foi o fato de, apesar da advertência dos auditores independentes, o Conselho Fiscal da Afeam ter optado pela aprovação do balanço. "Eles não leram, não podem ter lido a observação dos auditores, disseram analistas ao Portal do Holanda.

O conselho de administração da Afeam é composto pelo presidente Pedro Falabela e pelos secretários de governo Raul Zaidan e Isper Abrahim.

O empréstimo da Brasjuta  com o banco Santander vence em 60 dias.

O relatório dos auditores independentes aponta que os resultados negativos acumulados  pela Brasjuta , apresentados na última demonstração contábil (31 DEZ 2011), totalizam  R$ 3.789.000,00 

- No exercicio, a Brasiljuta  apresentou uma receita operacional bruta de R$ 626.000  e um resultado negativo de R$ 2.574.000,00.  

" Os dados  apresentados pela coligada indicam a dificuldade de   obtenção de caixa suficiente até a data do vencimento para honrar o compromisso assumido , o que poderá gerar reflexos consequentes na entidade ou prejuizo de 14 milhões, advertem os auditores.  

NULL

O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Amazonas