Siga o Portal do Holanda

Lei de congelamento de salários

Em frente à Susam, servidores protestam e dizem que Governo mente sobre contas do estado

Publicado

em

Foto: Altermir Coelho

Manaus/AM - Um grupo composto por médicos e professores realiza manifestação na frente do Secretaria de Saúde do Estado do Amazonas (Susam), na avenida André Araújo, no bairro Aleixo, Zona Leste.

A presidente do Sindicato dos Médicos do Amazonas, Patrícia Sicchar, explica que o protesto faz parte de um ação coordenada de várias categorias que pedem a revogação da lei que congela o salário dos funcionários públicos do Estado.

Segundo ela, a lei atinge diretamente profissionais de várias categorias e representa para os médicos uma perda real de 30% nos salários durante os dois anos de congelamento previsto:

“O Estado vem mentindo referente as contas. Essa lei foi aprovada na Assembleia porque o teto da lei de responsabilidade fiscal teria sido atingida. Ontem essa inverdade foi desmascarada a nível nacional, porque o Amazonas é um dos poucos estados que tem folga desse teto máximo de lei da responsabilidade fiscal”.

A presidente garantiu ainda que as manifestações vão continuar acontecendo de forma programada na frente de vários secretarias até que o Governo volte atrás na decisão.

Ela também citou a paralisação dos agentes de endemias que permanecem acampados na frente da sede do Governo, no bairro Compensa desde esta quarta-feira (14). A categoria teria sido informada sobre a possível extinção da função como forma de cortar gastos públicos.

Para ela, o estado coloca a saúde pública em risco, ao dispensar os agentes já que o Amazonas é considerada uma zona endêmica permanente, com casos frequentes de malária, febre amarela e dengue.

Facções criminosas com poder de influenciar eleição para prefeito de Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.