Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Diretora da DG é acusada de beneficiar empresa no governo de Wilson Lima

Publicado

em

A diretora administrativa da Delegacia Geral (DG) do Amazonas, Maria Suely de Souza Pinheiro, está sendo acusada por servidores do Estado de beneficiar a empresa Manancial Serviços, cuja Razão Social é C E C  Serviços de Construção Ltda., em contratos com o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AM) e com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). Os funcionários informaram que vão denunciar o caso ao Ministério Público de Contas (MPC) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Suely de Souza era diretora financeira do Detran/AM, no ano passado, e antes de deixar o cargo, em janeiro deste ano, no primeiro mês de mandato do governador Wilson Lima (PSC), ela autorizou uma dispensa de licitação para a Manancial Serviços, de quase R$ 1 milhão (R$ 926.393,10).

A quantia é referente a uma prorrogação do Contrato 026/2018, do serviço de manutenção predial de postos de atendimento do Detran/AM, segundo o Portal Transparência. Na ocasião, empresa Aldri Serviços Ltda. chegou a apresentar uma proposta de preços com valor inferior, mas foi recusada, informaram os servidores à reportagem.

Durante a gestão financeira de Maria Suely de Souza no Detran-AM, em 2018, a empresa Manancial Serviços faturou três notas ficais que somaram mais de R$ 2,3 milhões, sendo que todas os valores foram pagos antes de dezembro, do ano passado.

A última nota fiscal da Manancial para o Detran/AM, em 2018, no valor de R$ 750,8 mil, foi emitida em 1º. de outubro, seis dias antes das eleições ao governo do Estado. Na época, o atual governador, Amazonino Mendes (PDT), aparecia nas pesquisas com poucas chances de vencer no segundo turno do pleito.

Delegacia Geral

Nove dias após autorizar o pagamento de quase R$ 1 milhão para a empresa Manancial, em um contrato sem licitação, Maria Suely de Souza Pinheiro é nomeada por Wilson Lima para assumir a Diretoria Administrativa da Delegacia Geral, vinculada à SSP, no dia 11 de janeiro de 2019.

Entre seus primeiros atos como gestora da DG está a autorização de empenhos para a Manancial Serviços. A empresa empenhou  o valor total de R$ 1,1 milhão à SSP, referente a aditivos de contrato do ano de 2017. A empresa já recebeu quase a metade do valor, mais de R$ 400 mil, nos dois primeiros meses deste ano, de acordo com Portal Transparência.

O valor total empenhado pela empresa Manancial Serviços para a SSP/AM, no primeiro trimestre deste ano, durante a gestão de Wilson Lima, é cerca de 40% de todo o valor empenhado no ano passado, no governo de Amazonino Mendes, quando a empresa contabilizou R$ 2,5 milhões em faturamento.

Na DG, a Manancial, atualmente, presta serviços nas áreas de limpeza e conservação em postos de atendimento ao público, localizados na capital.

A reportagem tentou contato com Maria Suely de Souza, mas não obteve retorno. O portal, também, tentou ouvir a empresa Manancial Serviços, mas as ligações não foram atendidas.

A turma da direita vai prá rua, mas seu principal líder arregou

Para compartilhar esteconteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.


Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.