Garoto se suicida ao saber por engano que não passou no colégio

Por Portal do Holanda

09/03/2016 15h09 — em Mundo

HIROSHIMA (IPC Digital) – Um garoto de 15 anos de idade cometeu suicídio em dezembro de 2015, na província de Hiroshima, depois da escola onde estudava ter informado equivocadamente que sua entrada para o colegial não havia sido aprovada, após prestar o exame, relatou o conselho de educação.

A notícia seguiu o suicídio de um outro garoto de 15 anos de idade, no mês passado, desta vez na cidade de Segamihara, província de Kanagawa, onde o estudante e sua mãe de 47 anos, se enforcaram logo após o garoto realizar os exames para entrada no ensino secundário.

O conselho de educação de Fuchu, província de Hiroshima, informou na segunda-feira (7) que eles não divulgaram a notícia do suicídio do primeiro menino, ocorrido em 8 de dezembro, a pedido dos pais. Eles temiam que a notícia do suicídio pudesse chocar outros alunos da escola que estariam se preparando para o mesmo exame, afirmaram os representantes.

De acordo com os representantes, o garoto, estudante do terceiro ano na Midorigaoka High School, foi encontrado morto em casa, em torno das 17h00 do dia 8 de dezembro. O pai chamou a polícia e o menino foi levado para um hospital, mas teve sua morte confirmada.

A causa da morte não foi imediatamente divulgada.

A escola informou que o garoto não sofria bullying. Mas de acordo com os registros da escola e entrevistas com os professores, o conselho de educação descobriu que representantes da instituição haviam dado a ele a notícia equivocada, quando consultaram sobre a sua elegibilidade para a entrada na escola secundária.

O conselho de educação acredita que isso pode ter levado o menino a se desesperar, eventualmente criando uma situação sem volta que o levasse para o suicídio. Eles pretendem organizar uma força tarefa com especialistas para investigar as circunstâncias que levaram o menino a morte.

Fonte: Japan Times.


O Portal do Holanda foi fundado em 14 de novembro de 2005. Primeiramente com uma coluna, que levou o nome de seu fundador, o jornalista Raimundo de Holanda. Depois passou para Blog do Holanda e por último Portal do Holanda. Foi um dos primeiros sítios de internet no Estado do Amazonas. É auditado pelo IVC e ComScore.

+ Mundo