Neymar posa com filho e revela como foi descobrir que seria pai aos 19 anos

Por Portal do Holanda

09/08/2015 9h20 — em Famosos & TV

Os dois posaram para uma campanha da Lupo. Foto: Divulgação
Neste domingo de Dia dos Pais, Neymar falou sobre a sua responsabilidade de ser um dos maiores jogadores da atualidade e uma outra maior ainda - a de ser o exemplo para um garotinho chamado Davi Lucca.



O craque, que se tornou pai com apenas 19 anos, no dia 24 de agosto de 2011, contou como foi saber da notícia através de Carol Dantas: "Quando soube (da gravidez da mãe de Davi) fiquei assustado, em choque, porque a gente acha que nunca vai acontecer com a gente. Mas depois do susto foi só alegria por ter uma parte de você no mundo. Ser pai é o presente mais bonito que Deus poderia me dar. Ser pai do Davi é algo que não consigo explicar em palavras, porque ele é o melhor de mim e todos os dias eu procuro ser um homem melhor para ser o exemplo de pai que ele merece. É o presente mais bonito que Deus poderia me dar", disse ele em entrevista ao EGO deste domingo (9).


Como Neymar mora na Espanha, onde joga pelo Barcelona, nem sempre pode estar perto do filho. Mas nem por isso os dois perdem o contato. Além do menino passar algumas temporadas com o pai em sua casa na Europa, os dois também sempre mantém contato pela internet.

"A distância atrapalha porque dá muita saudade, mas fazemos o que é possível para sempre estarmos juntos. Hoje com a tecnologia fica um pouco mais fácil de se ver e matar a saudade pela internet. Sinto falta de ter uma rotina normal, de levar na escola, buscar, ir nas festinhas, mas sempre que estamos juntos não desgrudo dele", diz.


E quando Neymar não está no Brasil, Davi continua em contato com familiares por parte de pai, e vive sendo paparicado. "Eu acho que ele é mais grudado com a minha mãe! Vó tem o papel de mimar, né? E ela é uma avó maravilhosa em todos os sentidos", contou.

Neymar aproveitou para falar da personalidade do herdeiro: "O Davi é muito falante, alegre, gosta de ficar com a família e vejo isso de mim nele. Ele gosta muito de conversar, é muito amoroso. E ele está naquela idade que pergunta tudo. Então cada dia é uma pérola nova".


Questionado sobre o que gostaria de ver o filho fazendo quando estiver grande, Neymar se mostrou compreensivo.  "O mais importante pra mim é a felicidade do Davi. Eu vou apoiá-lo na profissão que escolher. Ele pode ser jogador de futebol, piloto de carro, médico, astronauta, que eu vou incentivar".
Aos 23 anos e pai de um pequeno de quase 4, o craque revelou ainda que não quer parar por aí. "Tenho muita vontade. Sempre quis ter gêmeos!", conta.