Gretchen revela que foi traída pelo marido com Rita Cadillac

Por Portal do Holanda

10/11/2015 16h51 — em Famosos & TV



Gretchen lançou recentemente a biografia “Gretchen, uma biografia quase autorizada” e contou sobre seus amores.

Entre eles, a relação conturbada com o cantor Chystian - da dupla - com Ralf. Assim como a maioria dos romances, a união durou pouco e terminou quando ela descobriu que havia sido traída.

“Perguntei, bufando, e diretamente ao Chrystian, se era verdade que tinha dormido com as chacretes. Ele não só assumiu, como confirmou que ela não era sua primeira aventura extraconjugal. Ou seja, várias delas haviam passado pela cama em que dormíamos juntos. Inclusive, acho que não poupou nenhuma (...) Ele ainda teve a cara de pau de declarar que só transou com a Rita (Cadillac)”, revela. Ainda de acordo com a publicação, Gretchen saiu de casa sem levar nada. "Pior que isso era constatar que o homem com quem havia me casado não era do tipo que se satisfazia com uma só mulher para se afirmar como macho. Diante das câmeras, ele se mostrava um maridão mas, ao voltar para casa, enchia nossa cama de mulheres. (...) Fiquei tão traumatizada que, por um bom tempo, não quis ouvir a palavra casamento”, contou.

Antes de Chrystian, Gretchen ficou noiva de Carlos Eduardo com quem perdeu a virgindade aos 17 anos. "Por uma semana, insisti tanto para que ele tirasse minha virgindade, que fomos para um motel simples. Doeu muito e não senti prazer”.

A Rainha do Rebolado contou ainda que voltou a ser traída pelo pai de Tammy, o delegado Silvio Neto. "Silvio foi um dos meus maiores companheiros. Ele foi um grande amor, mas também uma grande dor, principalmente ao revelar um ciúme doentio, misturado com possessão e certa insegurança. (...) Até que ele conheceu a tal Marriete (assistente de palco de Gugu Liberato). Sem questionar, peguei minha filha e fui embora. Ficamos na fossa, pois jamais imaginei que seria traída naquele momento”, contou.

+ Famosos & TV