Siga o Portal do Holanda

Brasil

Médico que fez cirurgia de cabeleireira já foi acusado de outra morte

Publicado

em

Edisa antes da cirurgia - Foto: Arquivo pessoal Edisa antes da cirurgia - Foto: Arquivo pessoal
Edisa antes da cirurgia - Foto: Arquivo pessoal

Manaus/AM - Joshemar Fernandes Henriger, o médico que realizou os procedimentos estéticos na cabeleireira Edisa de Jesus, 20, que morreu no último sábado (12), já está envolvido no caso da morte de uma outra mulher, ocorrida em 2011.

De acordo com o site Extra, na época o médico trabalhava em outra clínica que não tinha sequer o alvará sanitário para funcionamento. A vítima em questão era a funcionária pública Cátia de Oliveira, de 38 anos.

Ela se submeteu a uma cirurgia nos seios e no abdômen e morreu ao passar mal horas depois do procedimento. Cátia chegou a falar com a família e pediu para que alguém fosse buscá-la na clínica, pois a operação tinha sido um sucesso, porém, logo em seguida passou mal e acabou morrendo.

A família denunciou que ela tinha uma marca na cabeça quando conseguiram ter acesso a ela na clínica. Anos depois, Heringer abriu a própria clínica, na qual Edisa morreu no último fim de semana.

Veja Também

+ Brasil

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.