Ex-mulher de Collor afirma que ex-presidente fazia rituais macabros com fetos

Por Portal do Holanda

07/12/2014 9h01 — em Famosos & TV

]Foto: Reprodução

Rosane Malta, a ex-mulher de Fernando Collor de Mello, fez declarações polêmicas sobre o ex-presidente da República e falou sobre brigas conjugais, a relação conturbada dos dois, rotina de primeira-dama e até possíveis rituais macabros.

A ex-primeira dama contou, durante entrevista concedida ao jornal O Globo, alguns detalhes chocantes das histórias que também conta no seu novo livro "Tudo o que vi e vivi", da editora LeYa.

Cecília [Mãe de Santo de confiança de Collor] me contou que, certa vez, fez um trabalho para Fernando envolvendo fetos humanos. Ela pegou filhas de santo grávidas, fez com que abortassem e sacrificou os fetos para dar às entidades. Uma coisa terrível, da qual ela obviamente se arrepende. Quando eu soube disso, chorei copiosamente”, disse.

Segundo Roseane, o primeiro 'trabalho' do qual ela soube aconteceu quando o ex-marido se enfureceu com a candidatura de Silvio Santos à Presidência, em 1989 (mesmo prometendo a Collor que não o faria) com apoio de José Sarney, e teve a candidatura impugnada pelo TSE no pleito que mais tarde Collor venceu.

Mesmo com as declarações polêmicas e pesadas, Roseane diz que não guarda ódio do ex e que a decisão de escrever o livro foi uma luta para atingir seus direitos enquanto ex-mulher. "Eu amenizei muitas coisas que estão no livro, não passei ódio. Passei, sim, decepção. Eu não guardo ódio. Guardo decepção. Eu lutei para que a Justiça me desse os meus direitos", disse.

Veja também