Presidente do TSE da Bolívia é presa e se vestiu de homem para fugir, diz polícia

Por Portal do Holanda

11/11/2019 1h41 — em Mundo

A presidente do Tribunal Supremo Eleitoral da Bolívia (TSE), María Eugenia Choque Quispe, foi presa neste domingo (10) após o presidente Evo Morales entregar o cargo de presidente do país.

A operação em que María foi detida, atendeu a uma ordem judicial contra membros da corte por suspeita de fraude nas eleições de 20 de outubro, que deram vitória a Evo Morales, totalizando o 4° mandato, mas sob fortes denúncias de irregularidades por parte da oposição.

Além de María Eugenia, também foi preso nesta operação outro membro do tribunal, Antonio Costas, que segundo o comandante da Polícia, general Wladmir Yuri Calderón, tentou fugir. Yuri também relatou que María Eugenia estava disfarçada como homem.