Estes são meus filhos...'Pai, pai, paiiiieee!!' Estes são meus filhos...'Pai, pai, paiiiieee!!'

Estes são meus filhos...'Pai, pai, paiiiieee!!'

Por Raimundo Holanda

10/08/2019 8h02 — em Bastidores da Política

Estes são meus filhos, quando bem crianças... Todos eles ainda  hoje tiram pedaços de mim, visível no espelho onde compartilho meus olhos, meu  corpo, minha mente cansada. E a imagem que vejo é uma sombra do que fui anos atrás… 

Não é fácil ser pai. Embora se exalte muito  as mães, é o pai que cuida, que se doa, mesmo o pai mais simples, marcado pelo Sol, com as mãos calejadas pelo uso constante da  pá que faz  a argamassa  e ajuda  a erguer mansões que nunca serão dele.

Ou que nos cruzamentos tenta ganhar um ‘trocado’ limpando os pára-brisas dos carros dos ‘bacanas’ que o  olham com indiferença e medo.  Ignoram o que está por trás daquele homem, suas dores, suas preocupações, a família que espera o pão que sempre chega escasso…Esses são super-pais. Quero homenageá-los aqui.

Esses, abaixo, acompanhados da mãe, são meus filhos, agora crescidos... 

Já não usam fraldas nem choram com dor de barriga durante a noite. Já não faço vigília na cama deles, temendo que piorem, que caiam ou sufoquem.  Mas continuam tirando meu sono...Querem sair com os amigos, tem  ideias com as quais não concordo, e pretendem voar sem ter asas.   

Continuam tirando pedaços de mim... Inclusive o que partiu...

Nada mudou, ao menos para mim, entre a infância deles e a adolescência.

Não sei que horas vou dormir hoje…

Cecília chegou ?  Marcos, desliga o celular e vai dormir!   Samara, como anda você ? Está bem ?   E ainda tem o George, o filho do coração.

O fato é que continuam crianças, só que dando mais trabalho.

E  se perguntarem: Caso  fosse possível recuar no tempo,    tentaria  ser pai  de novo?

Acho que não… pesa  muito, pesa demais…e as vezes dói. Dói muito e eles nem percebem...