Siga o Portal do Holanda

Abuso de promotores e juízes tem data para acabar

Publicado

em

O ano de 2020 promete trazer novos ares no ambiente da execução da lei e da justiça. Com a entrada em vigor em janeiro da Lei de Abuso de Autoridade, os excessos cometidos por autoridades policiais e judiciárias serão de imediato corrigidos sob o amparo da lei.

Sabe-se que o eventual erro de um juiz, na avaliação de uma denúncia, de um pedido de busca e apreensão ou de uma prisão preventiva, em geral é consequência de um excesso do MP.

A partir de agora os juízes precisarão ficar mais atentos, porque a Lei 13.869/2019, passa a vigorar como um instrumento democrático e necessário para inibir os excessos da polícia e dos órgãos de controle.

Embora existam as corregedorias,  o CNJ e o CNMP, a atuação deles é muito lenta e não restabelece a tempo garantias violadas por ações individualistas e personalistas de agentes da justiça.

Os abusos de autoridade podem acontecer desde a abordagem do agente policial, passando por delegados de polícia, que também efetuam prisão, chegando aos promotores e procuradores.

Corrigindo esse ‘círculo vicioso’ de abusos, a nova lei tira do Estado um poder draconiano, reduzindo o peso da mão da Justiça sobre as liberdades individuais do cidadão


+ BASTIDORES DA POLÍTICA

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.