Revoltados, familiares de motoristas assassinado acompanham chegada de suspeitos a delegacia

Por Portal do Holanda

09/09/2019 11h05 — em Policial

Foto: Reprodução

Manaus/AM - Familiares e vários colegas de profissão do motorista de aplicativo Higson Cavalcante Ramos, 49, estão reunidos na manhã dessa segunda-feira (9), na frente da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), para acompanhar a apresentação dos suspeitos e cobrar Justiça pela morte dele.

No local o clima é de revolta e tristeza. A todo instante, a família questiona e busca entender o por quê de tanta violência e brutalidade com o trabalhador.

Higson estava desaparecido desde o último dia 3 de setembro e foi achado morto a facadas no Ramal do Brasileirinho, na Zona Leste, no fim da tarde da sexta-feira (6). No mesmo dia, um adolescente de 16 anos foi apreendido e confessou ter assassinado o motorista, mesmo assim, alegou que a intenção era de apenas roubá-lo.

Horas mais tarde, ele acabou entregando os nomes de outros dois homens que teriam participado da barbárie com ele. Felipe Gomes de Araújo, 26, e João Victor da Rocha Maduro, 19, se entregaram na noite desse domingo (8), após a ampla repercussão do caso na mídia local.

Na delegacia eles teriam relatado que se entregaram por medo de serem assassinados por outros motoristas que estariam liderando uma caçada a eles.