Siga o Portal do Holanda

Pedido do prefeito de Manaus

França envia 500 mil euros para prevenção de indígenas contra a Covid-19

Publicado

em

Foto: Marcio James / Semcom Foto: Marcio James / Semcom
Foto: Marcio James / Semcom

Manaus/AM - O governo da França enviou 500 mil euros, o equivalente a R$ 3 milhões, para o combater à Covid-19 em meio aos povos indígenas e tradicionais do Amazonas. A ajuda ocorre em atendimento a apelo feito pelo prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. 

“Quando soube que a ajuda viria, gravei um vídeo ao presidente Emmanuel Macron, agradecendo e falando, de forma especial, sobre os efeitos devastadores da pandemia em relação não só ao nosso povo, mas principalmente sobre os indígenas. Eles carregam uma cultura milenar de nossa história e não recebem do governo federal a atenção que merecem, pelo contrário, são ameaçados constantemente por ideias absurdas de garimpo e agronegócio na Amazônia, além do desmatamento que avança a cada dia”, explicou Arthur Virgílio. “Se não encontro aqui apoio para cuidar da Amazônia, fui buscar ajuda onde as pessoas entendem a importância dos povos que protegem nossa imensa floresta”, completou o prefeito.

Os recursos, já nos cofres da Prefeitura de Manaus, foram destinados com base na apresentação de dois projetos, com custo total de até 250 mil euros cada. Na saúde, será ampliado o atendimento às populações vulneráveis e aos povos indígenas, brasileiros e estrangeiros, com aquisição de equipamentos e insumos, que totalizam investimento de R$ 1.427.370. Para a assistência social, o projeto contempla a aquisição de cestas básicas para atender 15.585 famílias, o que representam aproximadamente 78 mil pessoas. O valor total dessa aquisição está estimado em R$ 1.428.571.

“Fizemos o possível para ampliar nossas ações e salvar vidas. Criamos um hospital de campanha, com recursos próprios e fundamental apoio da iniciativa privada, que desafogou em muito os hospitais do Estado e curou mais de 600 pessoas em quase dois meses de funcionamento. Levamos saúde básica aos nossos irmãos ribeirinhos, com nossa UBS Fluvial, e distribuímos cestas básicas à população carente, incluindo indígenas. Agora, sem dúvida, poderemos garantir a continuidade dessas ações, sobretudo durante a crise econômica causada pelos efeitos da pandemia, com falta de emprego e renda. Manaus e a Amazônia agradecem a solidariedade do governo francês”, finalizou o prefeito Arthur Virgílio.

Saúde

A meta é implantar um serviço de radiologia na Unidade Básica de Saúde Móvel, com a finalidade de fortalecer a capacidade de resposta à pandemia pelo novo coronavírus e, ao mesmo tempo, ampliar a oferta de testes rápidos nas 18 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) preferenciais ao atendimento das síndromes gripais.

Assistência social

Na área social, as ações serão terão como foco as pessoas que residem em bairros com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média nacional, que é de 0,699, além de populações indígenas em áreas urbanas da capital e moradores de comunidades rurais e ribeirinhas.

Também serão beneficiados com a doação de cestas básicas os catadores de materiais recicláveis; profissionais do setor de entretenimento, cultura e turismo; autônomos que tiveram suas atividades suspensas; mulheres em situação de vulnerabilidade; população em situação de rua; imigrantes e refugiados; e instituições/organizações da sociedade civil que trabalhem com famílias em situação de vulnerabilidade.


Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2020 Portal do Holanda.