Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Em palestra, procuradora diz que há forte desigualdade intraregional no continente

Publicado

em

Em palestra durante a Reunião de Ministras e Altas Autoridades da Mulher do MERCOSUL, no Uruguai, a procuradora da Mulher no Senado, Vanessa Grazziotin, disse que existe uma tendência à diminuição da desigualdade entre gênero nos países do bloco, mas são vários os obstáculos que impedem a ampliação da participação feminina nos mais variados setores da sociedade.

“A discriminação salarial, a sobrecarga dos afazeres domésticos e a baixa participação na política são exemplos de restrições que precisam ser superados para se atingir uma maior equidade de gênero”, defendeu a senadora que proferiu a palestra: “Os atuais desafios democráticos: estados plurinacionais, reforma do sistema político e mecanismos de representação”.

Segundo ela, o continente americano foi o que mais avançou na participação das mulheres no parlamento, mas ainda há uma forte desigualdade intraregional.

No caso brasileiro, a situação é crítica com relação a presença feminina nos espaços de poder. “Na luta especificamente pela representação política, no mundo inteiro, a presença das mulheres nos parlamentos não chega a 20%. No Brasil, em particular, a situação é mais grave: menos de 10% no Congresso Nacional, entre 11% e 12% nas Assembleias Estaduais e Câmaras Municipais”, disse.

Segundo a Vanessa, menos de 12% dos eleitos na última eleição, considerando todos os cargos em disputa, são mulheres. No entanto, o eleitorado brasileiro, em 2010, era composto majoritariamente por mulheres.

NULL

O Fantástico, o caso Valeiko e a frustração dos que queriam 'incendiar' Manaus

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.