Siga o Portal do Holanda

Amazonas

Em Manaus, indígenas venezuelanos são realocados para reduzir contágio da Covid-19

Publicado

em

Foto: Nathalie Brasil / Semasc Foto: Nathalie Brasil / Semasc
Foto: Nathalie Brasil / Semasc

Deputados da ‘lista vazada’ temem busca em gabinetes


Manaus/AM - Cerca de 111 indígenas venezuelanos da etnia warao, que estavam abrigados na casa de acolhimento provisório no bairro Alfredo Nascimento, zona Leste da capital, foram realocados temporariamente. A medida tem por objetivo evitar a transmissão viral nas famílias. 

Organizados por ordem de apartamentos, as famílias passaram por uma triagem de saúde, para verificação de possíveis sintomas do vírus. A organização humanitária internacional Médicos sem Fronteiras (MSF), esteve com uma equipe técnica realizando o atendimento clínico e conferindo a temperatura dos indígenas.

As equipes de abordagem da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), direcionaram o encaminhamento por famílias. Todos foram transportados, seguindo os protocolos de higiene da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Os novos espaços de acolhimento provisório onde eles foram alojados não será divulgado, para não expor os refugiados, seguindo as recomendações alinhadas em reuniões com os órgãos envolvidos no processo.

A Semasc tem cinco novos espaços de acolhimento, dos quais três foram implantados devido a pandemia de Covid-19. Nestes locais, todos recebem atenção redobrada quanto à alimentação (café, almoço e janta) e higiene. Os indígenas que ainda continuam no acolhimento do Alfredo Nascimento e Centro, recebem kits de alimentação e limpeza semanal.

 




Já leu estas ?

Para compartilhar este conteúdo, utilize o link ou as ferramentas oferecidas na página. Textos, fotos, artes e vídeos do Portal do Holanda estão protegidos pela legislação brasileira sobre direito autoral.

Copyright © 2006-2019 Portal do Holanda.